Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
joaojoaolucasfranc

Política Nas Redes sociais

Nove Dicas Para Fazer Um Currículo Apto De Trazer Atenção De Grandes Organizações


Imediatamente era de se esperar, após a campanha de Barack Obama à presidência dos EUA em 2008, que o exercício das mídias sociais seria um dos pontos fortes da campanha eleitoral de 2010 no Brasil. Conversamos com Marcelo Branco e Soninha Francine, coordenadores de web dos dois candidatos à Presidência do Brasil no 2º turno, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), respectivamente. No bate papo, falamos sobre o novo poder que é a campanha eleitoral pela internet e encontramos muitas divergências.



Comparando com a campanha do Obama, qual o real alcance da propaganda política pela web no Brasil? Soninha: É incomparável, pra começar, pelas características da eleição lá. Quando você tem voto facultativo, aquele que decide ser eleitor neste instante é alguém mais mobilizado, sendo assim você está dizendo de um universo totalmente diferente.


A internet é um veiculo divertido para quem é interessado, mobilizado. Branco: Claro que no Brasil nós ainda temos uma infra-infraestrutura inferior à dos Estados unidos, não temos banda larga e acesso para amplo quota da população em atividade da realidade econômica do povo. Não obstante, a nossa presença nas redes sociais é muito mais ativa que nos EUA. Se por um lado temos a desvantagem em atividade da infra-estrutura, por outro somos líderes na presença nas mídias sociais.


Somos mais de setenta milhões de brasileiros conectados. Assim sendo não dá para comparar, para mim o Brasil vai ser um novo case de emprego pela web na campanha eleitoral. Acho que nós podemos até exceder o caso da campanha do Obama de 2008, até porque as redes sociais evoluíram muito.



  • Inexistência de um Cronograma de Post

  • Onde o meu público alvo está

  • O investimento pra anunciar tua marca neste meio pode ser pequeno que em algumas mídias e

  • Simplesmente funcionar para te deixar mais famoso



Pela campanha do Obama o superior espaço de mobilização foi o e-mail. Não que isto não seja usado no Brasil, todavia eu identifico que o principal espaço dos apoiadores no Brasil esteja sendo o Twitter. Qual é o perfil do eleitor da internet? Técnicas Acessível Para Melhorar Já A Presença De Sua Corporação Nas Redes sociais é pensada a linguagem pra conversar com este público? Soninha: Pra mim o recorte não é de idade nem ao menos de geração, é de interesse. Quem busca internet é jovem, adulto ou mais velho que de imediato é interessado em política e isto faz toda diferença do universo.


ESV: Big Data Avanço ROI De Marketing Digital Em Até 25% do que a gente está citando, a web são os web sites oficiais de campanha, os perfis oficiais na mídias sociais, que só são procurados por aqueles que tem interesse, mesmo que possa ser diverso. Tem gente que entra só pra zuar e tem gente que quer debater. Os Proveitos De Closed Loop Report , que é web em tal grau quanto porém é um outro universo.


Meu sogro, por exemplo, nunca pela vida vai entrar em um perfil oficial do Orkut, ler o web site da Dilma, ou escoltar um candidato no Twitter, mas o e-mail ele lê. E o e-mail tem uma linguagem toda própria, podes ser sensacionalista, ele vai ser hiperbólico, excessivo, vai ter um Power Point com uma musiquinha. Quando a gente fala das características de linguagem na internet, ela por ela mesma são 1 mil linguagens ao mesmo tempo.


Branco: Hoje 52% dos internautas brasileiros são da categoria C e D. Menos doze Kg, Zero Pneus E Perna Dura: Engenheira Conta Como Conseguiu é um fenômeno de imediato da periferia, isto graças às LAN Houses. Hoje dá pra manifestar que o perfil do internauta brasileiro é da categoria C e D, o que desmente essa ideia de que ele é da categoria média, é um cara rico.


Don't be the product, buy the product!

Schweinderl